3 de jan de 2017

Diário de Viagem: Viajando para JERI de carro! 1º Dia

Olá pessoal, esse começo do ano passado, eu e minha família resolvemos viajar de ultima hora, e o destino que escolhemos foi Jericoacoara no Ceará.

Já conhecia o lugar pelas lindas e maravilhosas fotos da internet, e por aquele lindo e baphônico hotel que tem uma piscina em cada quarto. 

Quando começei a pesquisar efetivamente pelo lugar, pontos turísticos e fotos para inspiração foi um encanto só, a vontade só crescia para viajar.

Indo direto ao ponto, vou listar algumas dicas para vocês que querem viajar para Jeri!!

1º Passo: Escolhendo a data

A escolha da data é um passo muito importante, poque nos meses de dezembro a fevereiro e julho a agosto os preços são quase que absurdos. Como minha mãe é a única que não possui horário flexível para viagens, resolvemos por viajar no fim do mês de janeiro, quando os valores dão uma amenizada, se tivessemos esperado para o mês de fevereiro a diária do hotel ficaria cem reais mais barata.


2º Passo: Escolhendo o Hotel

Quando comecei a busca, estava mais perdida que cego em tiroteio, e depois de váaaaarias horas em frente ao computador encontrei um site chamado portal jericoacoara ele dá várias dicas sobre hoteis e transporte em Jeri.

Mas, ainda tendo o auxílio desse site, parti para um mais específico ainda o booking que facilita muito na hora de encontrar o hotel ideal. Entretanto, não fiz a reserva pelo site, usei ele somente para pesquisar preços de diárias e as datas mais baratas!!! 

Depois que escolhi o hotel entrei em contato direto com eles, o hotel que escolhemos foi o Jeri Village, que tinha quartos muito bons e muito amplos. Eu, minha mãe e minha irmã ficamos em apenas um quarto.

3º Passo: Viajando de Carro

Resolvemos sair daqui de Açailândia no dia 16 de janeiro, viajamos de carro, saímos por volta de 8 hrs da manhã e chegamos em Jijoca umas 21 hrs da noite. Chegando em Jijoca de Jericoacoara fomos procurar uma pousada para passar a noite, lá não tem muitas, o point mesmo é a vila de Jeri, e todas as pousadas que paramos cobraram o valor de R$ 200,00 reais para três pessoas.

---- 1º Dia de Viagem

A nossa reserva no hotel foi a partir do dia 17 de janeiro as 14 hrs, então na manhã seguinte aproveitamos para desbravar Jijoca de Jericoacoara.

O nosso primeiro point foi encontrar a Lagoa do Paraíso que é taaaaaaao linda nas fotos.
Depois de rodar muito, poque não sabíamos que o acesso para a lagoa era através dos bares e restaurantes, chegamos na água, minha primeira impressão foi o total desapontamento, porque no lugar que paramos não tinha naaaada, onde estavam as redinhas na água que as pessoas tiram fotos? Onde estavam as casinhas de palha??

Saindo de lá decepcionada seguimos procurando o Portal do Paraíso que por diversas vezes vi nas fotos do instagram, depois de encontrar alguns turistas que por acaso tinham pagado um guia para levá-los ao lado "rico" da lagoa resolvemos segui-los (detalhe que boa parte do caminho é de areia solta, mas nada que um bom motorista não dê conta) e então encontramos o alchymist beach club jericoacoara.

Lá sim, é bonito e bem arrumado, muito legal para tirar várias fotos como aquelas do instagram dos famosos que vão para Jeri.

Olha só as que tirei por lá!!

Almoçamos por lá mesmo, na parte de cima do restaurante que tem uma vista de toda a lagoa, a comida é ótima e com um preço acessível, uma refeição no cardápio serve duas pessoas, mas serviu muito bem três pessoas e ainda sobrou!

Depois de almoçar voltamos para o centro de Jijoca e deixamos o carro no estacionamento municipal, que conta com vigia, cobertura pro carro não ficar no sol e fica bem na entrada da cidade, a diária lá é de 15 reais.
Resolvemos deixar o carro por lá poque na Vila de Jeri os hoteis não possuem estacionamento pois é um local de proteção e os unicos veículos que podem circular são para embarque e desembarque de passageiros. Sem mencionar que nosso carro não é traçado, e metade do caminho é por dentro das dunas, o que é incrível.

A maioria das pessoas recomenda um carro traçado pra fazer o caminho até Jeri, mas não vi tanta necessidade disso não, durante todo o caminho vimos carros de passeio fazendo o trajeto. Impossível se perder! mas como diz o ditado, melhor previnir que remediar.

Deixando o carro no estacionamento, os funcionários chamaram uma Jardineira, que por aqui chamamos de pau-de-arara, e como já era 13:00 e não tinha mais nenhum turista resolvemos por fretar o carro que saiu por R$ 100,00 reais, o trajeto deve ter durado em torno de 30 minutos.

Quando chegamos no Hotel, só deixamos nossas malas e retocamos o protetor solar, e partimos para andar na praia. 

Tudo lá é perto o hotel mais distante deve ficar a 1 km da praia, então o que mais fizemos foi andar e andar.
A primeira impressão que tive foi de uma Vilinha, bonitinha onde as ruas são de areia e você não deve se preocupar em andar desarrumada kkkkk.

Depois de andar um pouco pela praia, resolvemos ir para o ponto Turístico Pedra Furada, fica a uns 3 km da vila, dá pra ir tranquilamente a pé, nós fomos pelo caminho do farol, onde você não passa pela praia.

Dica: Use sapato confortável e que não seja liso, pois a chegada na pedra tem um descida  suuuuper íngrime, leve uma garrafinha pequena de água e por onde for leve dinheiro, pois em todos os pontos turisticos há vendedores de água de coco, geladin, refrigerante...

Mas a noite o lugar que é bonitinho se torna ENCANTADOR, os bares, pubs, restaurante tem um aspecto tão descontraído, Jericoacoara a noite é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. Quantas pessoas diferentes, quantos ambientes diferentes, é um amor só, e é a noite que as lojinhas abrem, e cada lojinha mais linda que a outra, apaixonei.

Em cada canto que você vira tem uma pessoa falando uma lingua diferente, é Maravilhoso, foi ali que me perguntei o que fiz da minha vida todos esses anos e nunca viajei para fora do BRASIL?? lá a noite é simplesmente mágico!





Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui